Prêmio Embraco de Ecologia 2016

img_5817

Na semana passada, foram divulgadas as instituições de ensino vencedoras do 24o Prêmio Embraco de Ecologia, em Joinville. Claudemir dos Santos, diretor de Operações da Planta Brasil, deu as boas-vindas e reconheceu a importância do PEE. “Cheguei na empresa há apenas cinco semanas, mas estou muito surpreso com o impacto que o prêmio tem na comunidade. É o resultado entre as ações de sustentabilidade da Embraco e a dedicação dos educadores. Parabéns a todos”, disse.

Confira quem são os vencedores:

Categoria Ação

Escola Municipal Germano Lenschow

Escola Municipal Professor Avelino Marcante

CEI Miosótis

CEI Paraíso da Criança

Categoria Transformação

CEI Meu Pequeno Mundo

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Está chegando a hora

conviteencerramento_redeambiental_2016

Image | Publicado em por | Publicar um comentário

Pequenas mas perigosas

pilhasint060714

Por conterem metais pesados em sua composição, pilhas e baterias representam grande problema ambiental. Quando descartadas em lixões, podem deixar vazar substâncias tóxicas, como o cádmio, chumbo e mercúrio, contaminando lençóis freáticos, o solo e até o ar. Essas substâncias tóxicas podem também afetar alimentos e pessoas que estão nos arredores das áreas contaminadas.

O descarte adequado das pilhas é responsabilidade dos fabricantes ou das empresas distribuidoras. As pilhas e baterias devem ser entregues às lojas que comercializam ou às assistências técnicas autorizadas para que sejam devolvidas aos fabricantes e encaminhadas à reciclagem.

Com as pilhas piratas, que têm procedência duvidosa, é preciso ter um cuidado maior. Elas podem conter materiais tóxicos não adequados à legislação vigente e, nesse caso, os danos ao meio ambiente e à saúde são ainda mais comuns.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Brincadeira consciente

A Escola Rural Secção Schneider enviou algumas imagens para compartilhar com a gente os brinquedos ecológicos produzidos na escola:

  • Cavalinho de pau (papelão, restos de madeiras e corantes)
  • Bichinhos ecológicos (DVD e papelões)
  • Pintura de amarelinha no piso

 

A criatividade pode ser uma aliada do meio ambiente. Reaproveitar materiais é muito divertido. Confira abaixo uma sugestão de frota de veículos construída com embalagens de amaciante:

galão.jpg

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Resgatando origens

“Fizemos uma profunda pesquisa sobre a nascente do Rio da Areia. Foi feita pesquisa junto aos pais para descobrir onde fica a nascente do rio que deu origem ao nome da comunidade e da nossa escola. A participação dos pais foi muito importante, pois relataram como era o rio há alguns anos. Depois de muitas atividades desenvolvidas em sala de aula com orientações e até maquetes, reunimos os relatos e discussões em relação aos cuidados com a nascente e encostas e fomos visitar o rio, para ver como a comunidade está cuidando dele. Para a nossa alegria, as margens e a água estavam limpas, com bastante mata ciliar para protegê-lo.

O dia das crianças também foi comemorado como elas merecem. Primeiro um passeio na ASPI com muitas brincadeiras, com direito a almoço, gincana, caça ao tesouro e muitas atividades que alegraram o dia de nossos baixinhos. O segundo dia de comemoração foi na escola, onde preparamos bolo e uma manhã cheia de recreação.

A professora do 1º ano coloriu galões para conscientizar os alunos sobre a separação do lixo e os orientou.

A professora de projetos está confeccionando uma casa de caixas de leite. Estão trabalhando a todo vapor com os alunos para que até o início de dezembro fique pronta. Com essa iniciativa, os alunos ganharão mais um brinquedo e o meio ambiente mais respeito.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Aula de compostagem na EEB Odir Zanelatto

“Compostar significa transformar matéria orgânica, normalmente restos de alimentos (mas podem-se incluir também papéis, madeira, folhas, entre outros) em adubo. Neste tipo de compostagem, são as bactérias que fazem o trabalho de transformar os resíduos em adubo.

A composteira pode ser montada diretamente no solo, sem qualquer proteção, mas é comumente montada em grandes caixas de madeira, caixas de cimento construídas especialmente para tal uso ou outros tipos de materiais reaproveitados, como, por exemplo, caixas d’água antigas.

Para iniciar a montagem da composteira, recebemos a doação de uma caixa d’água com tampa, com capacidade para 100 litros, da professora Cristiane Tyszka. Ainda adquirimos uma conexão do tipo adaptador com borracha de vedação, destas de encanamento, e uma torneira pequena com rosca. A torneira serve para retirar o chorume quando este se acumular no fundo da caixa.

Com ajuda dos alunos começou a montagem. A primeira camada foi de pedras, encontradas no pátio da escola, assim como folhas e galhos retirados do mesmo espaço. Os alimentos foram oferecidos pela própria cozinha da escola. Optamos pela colocação de frutas, cascas e verduras. Por fim, cobriu-se com uma camada de folhas secas. A cada 2 dias, o material pode ser remexido para promover a deterioração completa da matéria orgânica e consequente transformação em adubo. Se tudo correr bem, em 120 dias todo material vai estar transformado. A cor será bem preta e o formato como de migalhas. Esse adubo pode ser esterilizado deixando alguns dias abertos no sol. Feito isso, já pode ser usado. As plantas agradecem!

Essa etapa foi muito importante para o aprendizado dos alunos, que não conheciam a compostagem e seus benefícios para o cultivo na horta.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Vamos celebrar!

conviteencerramento_redeambiental_2016

Image | Publicado em por | Etiquetas , | Publicar um comentário