Dê exemplo

20882044_1527374943992498_6405989513063938169_n.png

Anúncios
Imagem | Publicado em por | Publicar um comentário

Separe. Não Pare.

21105662_1925197757746407_6907357612881598068_n.jpg

A ONU Meio Ambiente e a Coalizão Embalagens, formada por 23 associações empresariais signatárias do Acordo Setorial de Embalagens em Geral, lançaram nesta segunda-feira (28) na Casa da ONU, em Brasília (DF), o movimento “Separe. Não Pare.” com o objetivo de informar, inspirar e mobilizar a população brasileira a separar e descartar corretamente os resíduos domésticos.

A coalizão tem como missão reduzir em 22% a quantidade de embalagens encaminhadas para aterros sanitários no Brasil até 2018. Para atingir esse resultado, ressalta a responsabilidade compartilhada, tão disseminada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos com a participação de empresas, prefeituras e da população. Um dos focos é sensibilizar a sociedade sobre a separação do lixo doméstico em orgânico e reciclável e destinar corretamente para catadores do bairro, em pontos de entrega, ou por caminhões de coleta seletiva.

A divulgação será feita por uma campanha digital, desenvolvida pelo Grupo TV1, com a participação de influenciadores e o portal informativo www.separenaopare.com.br. Nele, a população pode encontrar conteúdos como o passo a passo da separação e o descarte corretos de diferentes tipos de embalagens; onde encontrar pontos de entrega; iniciativas já existentes; detalhes sobre quais materiais são recicláveis ou não, entre outros.

infografico_LONGA-VIDA-01-1.png

fonte: http://separenaopare.com.br

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Podemos ajudar

19511329_965000783642528_3832032056270526527_n.png
Em Santa Catarina, na bacia do Rio Chapecó entre os municípios de Ponte Serrada e Passos Maia (cerca de 500 km de Florianópolis), o Parque Nacional das Araucárias tem quase 13 mil hectares e foi criado em 2005. Com o objetivo de preservar a floresta ombrófila com Pinheiro do Paraná e realizar pesquisas científicas, o parque desenvolve também atividades em trilhas de educação ambiental e turismo ecológico (http://goo.gl/r2ghCw).

Plantando pinhões
Coloque alguns pinhões dentro de um balde com água. Aqueles que afundarem, vão germinar mais fácil. Os que flutuarem podem ser descartados.
Para plantar, cave um berço de 15cm de profundidade para que as raízes cresçam. Não coloque o pinhão em pé, ele precisa ficar inclinado para germinar.
Uma nova pesquisa da Embrapa mostra que é possível fazer o plantio a partir de brotos enxertados extraídos da copa das árvores adultas. (http://goo.gl/cG0UoF)

Saiba mais:
SOS Araucárias: https://goo.gl/uLEmX8
Floresta com Araucária: http://goo.gl/jHL8vA
Floresta com Araucária, quase extinta: http://goo.gl/uwtbwY

fonte: http://www.facebook.com/arvoresertecnologico/

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Pequenas maravilhas

sorana.jpg

Uma bela coleção de borboletas é o que você vai encontrar no blog do catarinense Ivo Kindel. O agricultor/naturalista, morador de Taió, é apaixonado por observação e fotografia da natureza, em especial das aves e borboletas.

Em 2009, 3 amigos unidos pela paixão à fotografia e à natureza resolveram reunir esforços e criar um blog destinado às borboletas e mariposas. Passado algum tempo, mais pessoas movidas pela mesma paixão entraram no blog e desde então o número de colaboradores vem aumentando gradativamente. Hoje é sem dúvida um dos mais completos guias de lepidopteros da internet no Brasil.

Conheça esse belo trabalho e surpreenda-se com a imensa variedade de borboletas que dividem este planeta com a gente. Clique aqui: http://borboletaskmariposas.blogspot.com.br

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Para atrair visitantes

16143081_10154058688236688_2758552568902568192_n

Imagem | Publicado em por | Publicar um comentário

A tinta que vem da natureza

tinta-com-vegetais1.jpg

O pó de café faz cor marrom. Do urucum vem a cor laranja. Do açafrão, a amarela. O processo de produção de tinta artesanal é simples e divertido: basta misturar água e cola branca a um ingrediente natural.  A experiência é indicada para turmas de Educação Infantil. Com os menores, o trabalho lúdico é o mais interessante. Antes da produção e utilização, eles podem pesquisar substâncias corantes – outras opções são o carvão e a terra.

Os estudantes maiores conseguem ir além e aproveitar a atividade para estudar outras disciplinas, como Artes e História. Podem aprender, por exemplo, que o pintor Alfredo Volpi (1896 – 1988) preparava as próprias tintas utilizando a técnica de têmpera (pigmentos dissolvidos na clara de ovo). Ou que os índios produzem tintas para pintar o próprio corpo em diferentes ocasiões, como em uma comemoração ou na preparação para a guerra.

Material necessário:

– 100 mililitros de cola branca
– 25 gramas de cada um dos pigmentos naturais: açafrão, terra, pó de café e urucum
– 100 mililitros de água
– 4 potes plásticos
– 4 recipientes
– 1 colher

Como fazer:

Em um recipiente, coloque 25 mililitros de cola branca, a mesma medida de água e 12,5 gramas (ou uma colher de sopa bem cheia) de urucum.

Para conseguir tons mais escuros ou mais claros, ponha mais ou menos corante.

Para fugir dos tons terrosos próprios dos pigmentos naturais, use corantes alimentícios. Esses ingredientes são vendidos em lojas que comercializam materiais para fabricação de chocolate.

fonte: novaescola.org.br

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

As folhas “falam” – entenda o que elas dizem

16114940_10154046243656688_1179917133209829102_n

Imagem | Publicado em por | Publicar um comentário