Brincadeira consciente

A Escola Rural Secção Schneider enviou algumas imagens para compartilhar com a gente os brinquedos ecológicos produzidos na escola:

  • Cavalinho de pau (papelão, restos de madeiras e corantes)
  • Bichinhos ecológicos (DVD e papelões)
  • Pintura de amarelinha no piso

 

A criatividade pode ser uma aliada do meio ambiente. Reaproveitar materiais é muito divertido. Confira abaixo uma sugestão de frota de veículos construída com embalagens de amaciante:

galão.jpg

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Resgatando origens

“Fizemos uma profunda pesquisa sobre a nascente do Rio da Areia. Foi feita pesquisa junto aos pais para descobrir onde fica a nascente do rio que deu origem ao nome da comunidade e da nossa escola. A participação dos pais foi muito importante, pois relataram como era o rio há alguns anos. Depois de muitas atividades desenvolvidas em sala de aula com orientações e até maquetes, reunimos os relatos e discussões em relação aos cuidados com a nascente e encostas e fomos visitar o rio, para ver como a comunidade está cuidando dele. Para a nossa alegria, as margens e a água estavam limpas, com bastante mata ciliar para protegê-lo.

O dia das crianças também foi comemorado como elas merecem. Primeiro um passeio na ASPI com muitas brincadeiras, com direito a almoço, gincana, caça ao tesouro e muitas atividades que alegraram o dia de nossos baixinhos. O segundo dia de comemoração foi na escola, onde preparamos bolo e uma manhã cheia de recreação.

A professora do 1º ano coloriu galões para conscientizar os alunos sobre a separação do lixo e os orientou.

A professora de projetos está confeccionando uma casa de caixas de leite. Estão trabalhando a todo vapor com os alunos para que até o início de dezembro fique pronta. Com essa iniciativa, os alunos ganharão mais um brinquedo e o meio ambiente mais respeito.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Aula de compostagem na EEB Odir Zanelatto

“Compostar significa transformar matéria orgânica, normalmente restos de alimentos (mas podem-se incluir também papéis, madeira, folhas, entre outros) em adubo. Neste tipo de compostagem, são as bactérias que fazem o trabalho de transformar os resíduos em adubo.

A composteira pode ser montada diretamente no solo, sem qualquer proteção, mas é comumente montada em grandes caixas de madeira, caixas de cimento construídas especialmente para tal uso ou outros tipos de materiais reaproveitados, como, por exemplo, caixas d’água antigas.

Para iniciar a montagem da composteira, recebemos a doação de uma caixa d’água com tampa, com capacidade para 100 litros, da professora Cristiane Tyszka. Ainda adquirimos uma conexão do tipo adaptador com borracha de vedação, destas de encanamento, e uma torneira pequena com rosca. A torneira serve para retirar o chorume quando este se acumular no fundo da caixa.

Com ajuda dos alunos começou a montagem. A primeira camada foi de pedras, encontradas no pátio da escola, assim como folhas e galhos retirados do mesmo espaço. Os alimentos foram oferecidos pela própria cozinha da escola. Optamos pela colocação de frutas, cascas e verduras. Por fim, cobriu-se com uma camada de folhas secas. A cada 2 dias, o material pode ser remexido para promover a deterioração completa da matéria orgânica e consequente transformação em adubo. Se tudo correr bem, em 120 dias todo material vai estar transformado. A cor será bem preta e o formato como de migalhas. Esse adubo pode ser esterilizado deixando alguns dias abertos no sol. Feito isso, já pode ser usado. As plantas agradecem!

Essa etapa foi muito importante para o aprendizado dos alunos, que não conheciam a compostagem e seus benefícios para o cultivo na horta.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Vamos celebrar!

conviteencerramento_redeambiental_2016

Image | Publicado em por | Etiquetas , | Publicar um comentário

Realização de um sonho

“Em um novo espaço físico, a equipe o CEI Vila Nova vai demonstrando satisfação e se reorganizando. Alunos e funcionários vão se modelando aos poucos. ‘Nesta vida, pode-se aprender três coisas de uma criança: estar sempre alegre, nunca ficar inativo e chorar com força por tudo o que se quer.’ (Paulo Leminski). Sonho alcançado da comunidade Vila Nova!”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | Publicar um comentário

A latinha é campeã

latasderefri

O índice de reciclagem das latinhas de alumínio de bebidas chegou a 97,9% em 2015, no Brasil, o equivalente a 292,5 mil toneladas de latas recicladas. Os dados foram divulgados em outubro pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade (Abralatas). A reciclagem das latinhas consome apenas 5% da energia que seria utilizada para a produção das mesmas a partir do alumínio primário, extraído da bauxita.

Apesar do impressionante número acima, o panorama geral da reciclagem de resíduos sólidos no Brasil ainda é muito ruim. O gerenciamento dos resíduos é um dos grandes problemas ambientais das cidades de grande porte. Iniciativas que reduzem o descarte inapropriado de lixo devem ser valorizadas, e o consumidor deve fazer o possível para evitar a geração desnecessária de detritos.

O Brasil Recicla:

– 3% aproximadamente, do lixo sólido orgânico urbano;

– 47% da resina PET;

– 23% de embalagens longa vida;

– 20% dos plásticos;

– 45% das embalagens de vidro;

– 29% das latas de aço;

– 77,4% do papel e papelão.

fonte: www.akatu.com.br e http://www.projetoreciclar.ufv.br/

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Adubação orgânica e controle biológico: resultado comprovado

“Obtivemos um excelente resultado na EEB São João Batista com o projeto inscrito na Rede Ambiental Embraco. A horta está bem diversificada, com hortaliças prontas para serem distribuídas para os alunos, com a finalidade de que aprendam a adotar hábitos sustentáveis e ecologicamente corretos. Um dos fatores importantes para o bom desenvolvimento da horta foi a utilização da adubação orgânica, onde os restos da alimentação fornecida aos alunos foram incorporados ao solo para transformar-se em substâncias inorgânicas importantes para o crescimento das plantas.

Durante o desenvolvimento do projeto, foram abordados temas importantes, como a separação do lixo e importância de consumir hortaliças e frutas para a saúde das pessoas. Nesta última etapa, não podemos deixar de descrever a importância do controle biológico. Os alunos do 7º ano desenvolveram um trabalho de pesquisa descrevendo as vantagens de utilizar inimigos naturais no combate de insetos e outros agentes que causam danos em plantas a fim de evitar o uso de produtos químicos como os inseticidas e os fungicidas que agridem o meio ambiente e diminuem a nossa qualidade de vida.

Os alunos do 7º ano relataram em seus trabalhos algumas pragas agrícolas que causam danos em hortas também como, por exemplo, os gafanhotos, moscas, grilos, besouros, lagartas, ácaros e muitos outros, descrevendo os tipos de plantas que cada um deles ataca e maneiras de combater naturalmente esses pequenos seres que podem causar muitos estragos. Para exemplificar uma das técnicas de combater moscas que prejudicam o desenvolvimento de certas plantas, construiu-se uma armadilha feita de garrafa PET, com uma solução açucarada que irá atrair as moscas impedindo que elas agridam as hortaliças presentes na horta da escola. Esta armadilha também é conhecida como drinque fatal.

Os alunos do 4º ano também contribuíram muito na manutenção da horta. Plantaram, fizeram a limpeza dos canteiros e se deliciaram com as verduras.

A horta é um excelente ambiente de estudo interdisciplinar. Os estudantes discutem temas como alimentação, nutrição e ecologia que, aliados ao trato com a terra e plantas, geram situações de aprendizagem reais e diversificadas. Entre os benefícios alcançados com o projeto horta escolares, se destacam a produção e consumo de alimentos naturais, troca de conhecimentos, inserção de assuntos como a economia doméstica, a influência nas escolhas alimentares das crianças, além de contribuir para a relação do homem com meio ambiente.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário